Mova-se
5 de julho de 2022
Mobilidade

O Peso do transporte no bolso do goiano

Segundo especialista, mesmo com a atual redução dos combustíveis é inviável para quem ganha até 1 salário-mínimo se deslocar de…

Nossos especialistas

Segundo especialista, mesmo com a atual redução dos combustíveis é inviável para quem ganha até 1 salário-mínimo se deslocar de carro em Goiânia

Após as medidas dos governos estaduais e federal qual o custo de se deslocar em Goiânia? E qual seu impacto no orçamento familiar? O Mova-se Fórum de Mobilidade preparou um estudo para traçar um novo panorama em relação ao custo de se deslocar em Goiânia.

Segundo a pesquisa se deslocar de carro na cidade compromete em 58% o orçamento das pessoas que ganham um salário-mínimo. Caso o deslocamento for de moto o comprometimento fica em 20% e se for de transporte público o comprometimento fica em 18%.

O coordenador técnico do Mova-se Miguel Angelo Pricinote lembrou que o custo da cesta básica segundo pesquisa do PROCON Goiânia chegou a um valor total no mês de maio de: R$ 591,27; comprometendo assim 49% da renda de quem recebe um salário-mínimo. Neste sentido inviabilizando o deslocamento por carro.

Tal situação, para o especialista, faz com que as pessoas utilizem cada vez mais a moto como meio de deslocamento, aumentando assim o número de acidentes no trânsito.

O coordenador também salienta que a migração para o transporte público passa a ser cada vez mais considerada entre as pessoas pois seu impacto no custo de vida é menor que o da motocicleta e em caso daqueles que possuem emprego formal praticamente zera o impacto do deslocamento.

Por último a pesquisa ressalta que se deslocar utilizando modos ativos (bicicleta e a pé) passa ser cada vez mais a única opção para quem encontra-se na informalidade. E tal situação devido o pouco investimento público em calçadas e ciclovias acaba provocando uma dramática segregação social em Goiânia. Pois sem um acesso digno aos equipamentos urbanos e aos serviços públicos este grupo vulnerável de pessoas será cada vez mais excluído socialmente.



Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).

Fechar

Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp.

WhatsApp Voltar ao topo